segunda-feira, 1 de junho de 2015

Sebastião


Aos nove anos tive a minha primeira paixão onomástica. Um nome que sempre admirei, por pertencer ao meu rei português favorito – o único que merece a minha atenção. Sebastião faz parte da minha lista há muito tempo e sempre foi o meu nome de eleição para rapaz. 


Adoro nomes antigos, medievais, tipicamente portugueses, vintage. Sebastião tem isso tudo. Um nome forte que ao mesmo tempo me transmite suavidade.


Deriva do nome latim Sebastianus, que significa “digno de veneração”, “divino”, “da cidade de Sebaste”. Sebaste, por sua vez, era a versão grega de Augustus, usado como título dos imperadores romanos, cujo significado era o mesmo: “venerável”, “digno de veneração”, “divino”. 

Deve ser quase impossível ouvir Sebastião sem pensar em D. Sebastião, ou pelo menos no mito Sebastianista, símbolo de esperança. Há quem não goste deste detalhe por não gostar do rei, mas eu adoro ambos. 

Para além da grande figura monárquica temos ainda outra muito conhecida. São Sebastião foi um soldado do século III, martirizado por setas durante a perseguição conduzida pelo imperador romano Diocleciano. Tornou-se mártir e santo cristão e ainda hoje se realizam festejos em sua honra. 

É daqueles nomes que tem tudo para agradar aos portugueses, como aliás já vai acontecendo. 90 registos em 2012, 98 em 2013 e 97 em 2014 são a prova disso. Muito perto dos 100 registos, Sebastião é-nos familiar e encarado com normalidade. E um pequeno Sebastião é das coisas mais fofas que consigo imaginar!



Maria Pilar Monteiro.


12 comentários:

  1. Sebastião é aquele nome que toda a gente conhece mas nem muito usam, eu cá gostava imenso de usar. AMO sem dúvida

    ResponderEliminar
  2. Sebastião no Brasil não é tão bem aceito, se enquadra melhor no estilo "antigo retro".

    ResponderEliminar
  3. É um nome internacional que sem dúvida também está na minha lista :)

    ResponderEliminar
  4. Sebastião está, sem dúvida, na minha lista. Acho que me enquadro no grupo de pessoas que não nutre nenhum sentimento especial pelo rei, mas encontra na mística que o rodeia um excelente motivo para gostar ainda mais do nome. No entanto, acho praticamente impossível a mãe de um Sebastião não lhe contar as aventuras do rei com quem partilha o nome, por isso, quando a altura chegar vou ter de vasculhar a fundo todos esses detalhes preciosos que hoje em dia desconheço ;) Gostei da publicação!

    ResponderEliminar
  5. É um nome q já não é mais usado no Brasil e acho q não voltara a ser moda...é mal visto por aqui. Sebastian seria uma melhor opção.

    ResponderEliminar
  6. Adoro Sebastião e acho perfeitamente usável no Brasil.

    ResponderEliminar
  7. Uma curiosidade: vocês sabiam que São Sebastião, informalmente, é considerado o padroeiro dos homossexuais?

    ResponderEliminar
  8. Há quem aponte o rei como homossexual :) Mas do santo não sabia! Fico feliz se for verdade :)

    ResponderEliminar
  9. Não sabia, talvez tenha alguma relação com a história do rei.

    ResponderEliminar
  10. Gosto muito mesmo 😊 Forte e fofo ao mesmo tempo.

    ResponderEliminar
  11. Como disseram no Brasil não é bem aceito. Em compensação amo Sebastian, é forte moderno e internacional, e de quebra homenagearia o avô do meu namorado que se chamava Sebastião. Amo o apelido Bas ou Bastian

    ResponderEliminar