quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Afonso


Afonso, de Portugal. Um nome tão acarinhado pelo nosso povo, que nunca desapareceu das opções das famílias ao longo de todos estes séculos. Naturalmente, nem sempre foi tão popular como o é neste momento, mas os dados do SPIE revelam-nos um uso bastante frequente e o Nomes e Mais Nomes afirma que de facto Afonso, à semelhança de grande parte do top masculino português, é muito estável e já se encontrava entre os 100 mais populares em 1990. Hoje, Afonso ocupa 7ª posição com 1378 registos em 2014, em Portugal. Em 2011 e 2012, ocupava a 4ª posição. No Brasil, por sua vez, Afonso não tem o mesmo brilho, não estando presente no TOP 100.

É um nome que provém do germânico hathufuns, de hathus (combate) e funs (rápido, pronto, preparado). Isto quer dizer que Afonso significa aquele que está pronto para a luta, aquele que se prepara para a mudança, um significado bem envolto de carisma. Devemos este nome aos Visigodos que o espalharam no Sul da Europa sob a forma de Ildefonso. Foi o nome de 6 Reis de Portugal, 13 Reis de Espanha e 2 da Sicília. É por isso, um nome de perfil absolutamente monárquico e, talvez por isso, apreciado pelo povo português. No seguimento desta lógica, e confirmando a minha opinião, é também o nome que o atual pretendente ao trono português, D. Duarte Pio de Bragança, escolheu para o seu filho mais velho: Afonso de Santa Maria de Bragança, atualmente com 19 anos.

Como outras referências temos o músico português Zeca Afonso (Afonso é apelido/sobrenome) e uma referência muito distante no tempo, Afonso Bórgia, que chegou ao papado sob o nome Calisto III. Por fim, destaco alguns compostos utilizados em 2014 que ficaram bastante harmoniosos: Diogo Afonso, Guilherme Afonso, Luís Afonso, Pedro Afonso, Tiago Afonso, Vasco Afonso e Vicente Afonso.

Joana Recharte.

Lançando o desafio, e tendo em conta a estabilidade do top 100 masculino português, dentro de 20 anos que nomes vêm a dominar as preferências dos portugueses?

9 comentários:

  1. Adoro Afonso! Acho um nome cheio de carisma, com uma elegância despreocupada, não tem afetações. É masculino sem ser bruto, é forte sem ser agressivo, de fácil grafia e pronúncia, com bonito significado. Enfim acho um ótimo nome, no Brasil é pouco usado, é muito difícil encontrar meninos com esse nome; eu, pelo menos, nunca conheci nenhum Afonso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito boa tua observação meu nome é composto e faz referência ao primeiro rei de portugal D. Afonso Henriques. Quando jovem sempre me apresentava como Henriques, pois achava o nome Afonso muito pesado. Hoje me arrependo e me conhecem como Henriques,mas gostaria hoje de ser chamado Afonso Henriques pelas pessoas

      Eliminar
  2. Não gosto, tenho uma grande antipatia pelo nome. Se eu fosse portuguesa diria que eu detesto o nome, porque juntaria a minha opinião com a popularidade. Conheci e estudei com um Afonso que ajudou muito a construir a imagem não muito boa que tenho deste nome.

    ResponderEliminar
  3. não sei, acho que tem poucos diminutivos e isso pra mim é ruim

    ResponderEliminar
  4. Há 15 anos atrás quando li Os Maias pela primeira vez apaixonei-me por Afonso. Agora todos estes anos depois com centenas de Afonsos a nascerem por ano , Afonso da-me sono. Enjoei!

    ResponderEliminar
  5. Me apaixonei por Afonso alguns anos atrás e de lá pra cá temos um caso de amor que apenas se solidifica! É um nome pouquíssimo usado no Brasil e eu, honestamente, não entendo pq, mas aprecio o fato, haha. É clássico, austero e imponente sem ser grosseiro. Amo de paixão <3

    ResponderEliminar