segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Estrela


A lista de nomes portugueses é notavelmente vasta no que toca a nomes literais. Hoje abordo mais um, que como tantos outros considero perfeitamente usável e fresco para os nossos dias. No entanto, este tem uma particularidade: de todos os nomes literais aceites em Portugal, é dos poucos que me transmite imagens mentais tão poéticas e encantadoras. 

O céu sempre foi um assunto com pano para mangas, como se costuma dizer. Desde a antiguidade que fascina o ser humano, e até aos dias de hoje continua a ser abordado em várias temáticas - a meu ver com mais entusiasmo do que nunca, visto que com os avanços científicos e tecnológicos aumentam também as expectativas acerca das possibilidades "além-Terra". 

Acredito que, tal como o céu e o Universo estão cheios de potencial, também os nomes celestes podem vir a ganhar mais apreciadores! Estrela, um nome simples e conhecido por todos, parece-me uma grande aposta para os dias de hoje e futuros. Acho-o meigo e ao mesmo tempo cheio de força, força essa que vem, provavelmente, do espectáculo noturno que é o céu estrelado e de toda a magia que o envolve! Para além disso, as estrelas sempre foram carregadas de simbolismo. Não é preciso ser-se especialista em astros para saber que uma simples estrela cadente pode ser a oportunidade ideal para pedir um desejo! 

Fui agradavelmente surpreendida quando vi os registos de Estrela ao longo das últimas décadas em Portugal. Só para vos dar um cheirinho, de 1930 a 1971 os valores foram relativamente constantes, andando sempre em torno dos 20, 20 e tal registos. Pode não parecer muito mas para mim já foi significativo, visto que já ia preparada para não ver mais de 7 ou 8 registos por ano. De volta aos tempos modernos, constatamos que os valores continuam agradáveis! Em 2012 nasceram 15 pequenas Estrela's, em 2013 14, em 2014 7 e em 2015 novamente 14. 

No Brasil, pelo menos em São Paulo, os números não são tão alegres: em 2015 só nasceram 6 meninas chamadas Estrela, enquanto que outras variantes tiveram mais sucesso. Nesse mesmo ano, os nomes Stella, Estela, Estella e Stela foram registados 446, 205, 64 e 40 vezes, respectivamente. Estas variantes são mais internacionais e isso pode ajudar a explicar o maior número de adeptos. Mas se é verdade que muita gente procura nomes internacionais para as filhas, também é verdade que muita gente prefere nomes tradicionais e próprios do seu país. E é nessa vertente que Estrela pode vir a ser um êxito. 

Para quem não gosta de arriscar num primeiro nome incomum, por que não usar Estrela como segundo nome? Acho que forma compostos deliciosos e em alguns casos torna o primeiro nome mais único, caso este seja popular, ou mais leve, caso este seja um pouco "pesado". 

O que pensam deste literal? Usariam Estrela




Fontes consultadas:
Arpen/SPBehind The Name, Listas Completas de Nomes Registados em Portugal (2012, 2013, 2014 e 2015), SPIE.

5 comentários:

  1. Adoro e, sim, usaria. Acho bem mais bonito que Estela, além de me transmitir mais serenidade.

    ResponderEliminar
  2. não gosto. Não sei o motivo, porque tenho tendência para 'literais poéticos', mas Estrela não me soa bem como nome próprio. No entanto, acho que gostaria de ver uma pequena Estrela; só Estrela, sem mais nada a tirar o brilho :)

    ResponderEliminar
  3. Acho bonita a ideia de Estrela como nome próprio, mas a sonoridade não me cativa, acho que esse "tre" no meio deixa o nome um pouco pesado. Já Stella e Estela não têm esse problema, talvez por isso me transmitam a leveza que Estrela não me passa.

    ResponderEliminar
  4. Prefiro Stella. Acho que Estrela tem uma sonoridade um pouco agressiva mas gosto como sobrenome.

    ResponderEliminar
  5. Amo, foi o primeiro nome que pensei, se for menina será Estrela, no máximo Estrela Victoria! Mas Estrela com certeza !

    ResponderEliminar